Pages

Proinfo

segunda-feira, 28 de março de 2011

Sequência Didática sobre a Páscoa


A professora Andrrea e a professora Angela estão aplicando uma sequencia didática com 1º ano com o tema Páscoa, que tem chamado a atenção da garotada da turma, veja abaixo a descrição da sequencia. Parabéns professoras pelo maravilhoso trabalho. Em breve colocaremos as fotos da sequencia sendo aplicada. Comente as nosssas postagens.


Professoras: ANDRÉIA TEREZINHA SCHMITT ASSUNÇÃO
ANGELA MARIA ARAUJO OTTONI




LETRANDO e ALFABETIZANDO COM A PÁSCOA



1- Área : Português.

2-Tema: Letrando e Alfabetizando com a Páscoa.

3-Introdução:
A sequência didática refere-se ao tema Páscoa, nas séries iniciais do ensino fundamental, com a intenção em colocar os alunos em contato com práticas de linguagem oral e escrita, sendo que, ler, escrever, falar e escutar ganham dimensão prática.
As atividades apresentadas colocam o aluno diante de imagem e textos do cotidiano. Nosso objetivo é oferecer ao aluno uma forma de se perceber, realizando algumas “leituras’ mesmo antes de “aprender a ler”.
Os trabalhos com linguagem oral que propomos a serem realizadas em sala de aula permitem desenvolver as habilidades de falar e de ouvir. Por meio do diálogo, do ouvir o outro, da conversa diária, da argumentação, da troca de opiniões, do exercício orientado, pretendemos desenvolver a capacidade de os alunos se expressarem oralmente com mais clareza e objetividade e de modo adequado à situação e aos interlocutores.
As propostas que visam favorecer a apropriação do sistema de escrita têm lugar privilegiado nas atividades, sendo que, as propostas são, inicialmente, coletivas, a fim de que os alunos possam interagir e contar com o apoio da turma. No decorrer das atividades, os alunos encontrarão também propostas individuais.
Segundo os PCNs (2001, p.45), o domínio da língua escrita tem relação com a possibilidade de plena participação social, pois é por meio dela que o homem se comunica, tem acesso à informação, expressa e defende pontos de vista, partilha ou constrói visões de mundo, produz conhecimento. Assim, um projeto educativo comprometido com a democratização social e cultural atribui à escola a função e a responsabilidade de garantir a todos os seus alunos o acesso aos sabores linguísticos necessários para o exercício da cidadania, direito inalienável de todos.
Nossa intenção é chamar a atenção dos alunos para a diversidade dos textos e para o contexto em que aparecem. Independentemente do tipo dos textos, consideramos importante realizar um trabalho sistemático com o desenvolvimento de estratégias de leitura. Ao entrar em contato com um texto, ainda que de modo inconsciente, o leitor usa a sua observação para tentar “adivinhar”o que o texto diz, seja pela leitura das imagens, pelo título, ou ainda pela apresentação gráfica. No entanto, cabem a nós, educadores, resgatar os conhecimentos prévios dos alunos sobre o assunto e ajudá-los a relacionar e confrontar o que sabem com o que a leitura apresenta.
Para os PCNs ( 1998, p.55), se o objetivo é formar cidadãos capazes de compreender os diferentes textos com os quais se defrontam, é preciso organizar o trabalho educativo para que experimentem e aprendam isso na escola. Principalmente quando os alunos não têm contato sistemático com bons materiais de leitura e com adultos leitores. Quando não participam de práticas onde ler é indispensável, a escola deve oferecer materiais de qualidade, modelos de leitores proficientes e práticas de leituras eficazes. Essa pode ser a única oportunidade de esses alunos interagirem significativamente com textos cuja finalidade não seja apenas a resolução de pequenos problemas do cotidiano. É preciso, portanto, oferecer-lhes os textos do mundo: não se formam bons leitores solicitando aos alunos que leiam apenas durante as atividades na sala de aula, apenas no livro didático, apenas porque o professor pede. Eis a primeira e talvez a mais importante estratégia didática para a prática de leitura: o trabalho com a diversidade textual. Sem ela pode-se até ensinar, mas certamente não se formarão leitores competentes.
A sequência didática “Páscoa” é estruturada de modo a colocar em contato com práticas de linguagem oral e de linguagem escrita. As atividades nas quais os alunos estarão envolvidos certamente propiciarão momentos de autonomia e de sociabilidade.



4-Ano/ Série: 1º ano matutino e vespertino.

5-Conteúdos: Linguagem oral e escrita:
*Gênero Textual: Receita, informativo.
*Música: De olhos vermelhos.
* Teatro: O coelhinho que não gostava de estudar.
* Filme: Ursinho Pooh A Páscoa de Guru.
* Interpretação textual
*Produção textual
*As Vogais
*Alfabeto

6 – Objetivo Geral:
- Reconhecer a Páscoa no processo ensino aprendizagem, através da oralidade e escrita.

6.1- Objetivos Específicos:
- Reconhecer um Coelho e suas características.
- Identificar a palavra COELHO.
- Produzir um texto coletivo das características do coelho
- Discutir com os alunos seu entendimento sobre a Páscoa.
- Concluir o conhecimento Páscoa, através de discussão, consulta e conhecimento do professor.
- Conhecer os símbolos da Páscoa.
- Formar palavras dos símbolos da Páscoa em grupos, usando o alfabeto móvel
- Identificar as letras aos símbolos da Páscoa.
- Cantar a música: De olhos vermelhos.
- Identificar oralmente as questões relacionadas à música
- Desenhar um coelho em relação a música, conhecendo a imaginação dos alunos
- Identificar na música “De olhos vermelhos” as vogais.
- Reconhecer e identificar através da brincadeira o alfabeto.
- Ler e reescrever o alfabeto, identificando as letras da palavra COELHO
- Diferenciar e identificar as letras da palavra coelho.
- Trabalhar a receita “bolo de cenoura”, identificando os ingredientes e os de uso da sua casa
- Produzir a receita na cozinha
- Usar rótulo e identificando os de usos na sua casa
- Confeccionar a receita num papel pardo com rótulos
- Escrever os nomes dos ingredientes representados por desenhos
- Assistir o filme: Ursinho Pooh. A Páscoa de Guru, relacionando o filme com o nosso dia a dia.
- Produzir um texto, através de desenho, refletindo sobre a Páscoa na sua família.
- Usar sua oralidade, explicando o desenho exposto.
- Ensaiar o texto (O COELHINHO QUE NÃO GOSTAVA DE ESTUDAR) em forma de um teatro
- Apresentar o teatro a Unidade Escolar.




6-Tempo Estimado: Esta sequência didática terá a duração de 16 (dezesseis) aulas de 45(quarenta e cinco) minutos cada. Portanto, serão trabalhadas duas aulas por dia, por ser um tempo pequeno para ser trabalhado com o 1º ano.



7-Material Necessário: Xérox, folhas brancas, máquina fotográfica, lápis, lápis de cor, televisão, aparelho de DV, EVA, papel pardo, cola, rótulos, ingredientes para o bolo ( açúcar, Nescau, leite, fermento de bolo, ovos, forma, forno elétrico, batedeira ...)
.


8-Estratégia Metodológica:
*Primeira Aula:
- Apresentação do COELHO: Numa caixa de sapato irei colocar um coelho (vivo). No primeiro momento, os alunos irão tocar, colocando a mão dentro da caixa sem olhar. No segundo momento, os alunos irão falar o que sentiram e o que está dentro da caixa. Depois a professora irá dar dicas, é claro que, poderá algum aluno anteriormente ter adivinhado. Por fim, a professora apresentará o COELHO.
- A professora escreverá, num papel pardo, o nome COELHO, com ajuda das crianças, ou seja, falando as letras a ser usadas para escrever o nome dele.
- Produção textual coletiva: os alunos irão produzir um texto com a ajuda da professora, num papel pardo, onde irá ficar exposto na sala de aula, sobre a característica do COELHO.

*Segunda Aula:
- Discutir com os alunos sobre a Páscoa. Primeiramente colocando a visão dos alunos, depois a professora colocará seu conhecimento.
- Explicar os símbolos da Páscoa: os alunos em grupos receberão várias letras do alfabeto (móvel), antes da professora falar sobre o símbolo, irá falar o nome do símbolo onde os alunos irão formar a palavra, em seguida explicará o símbolo. E assim por diante. (anexo 1)
- Atividade: Ligue o nome dos símbolos correspondente às figuras. (anexo 1)


*Terceira Aula:
- Música: DE OLHOS VERMELHOS (anexo 2)
-Interpretação oralmente sobre o COELHO (música) (anexo 3)
- Atividades: Cantar e desenhar um coelho abaixo do texto da música, depois circular as vogais. (anexo 2)


*Quarta Aula:
- Brincadeira: O COELHO ALFABÉTICO ( A professora divide a turma em duas equipes, onde cada aluno recebe uma máscara de coelho (anexo 4) e uma letra do alfabeto, isto significa que as equipes recebem as mesmas letras. Depois a professora forma duas fileiras, no meio ficará a bola que será a cenoura, em seguida a professora fala uma letra, onde de cada fila sairá o aluno com a letra mencionada pela professora, porém irão em busca da cenoura que está no centro, aquele que conseguir pegar e trazer a cenoura para sua equipe ganhará ponto, porém a professora mencionará várias letras até que todos possam participar.
- Atividades: Pintar no alfabeto a palavra COELHO; Completar as letras que faltam na palavra COELHO e Ligar à palavra COELHO a escrita correta. (anexo 5)


*Quinta aula:
- Receita: Bolo de cenoura (anexo 6)
- Confeccionar num papel pardo a receita, onde os alunos com ajuda da professora irão substituir o nome dos ingredientes por rótulos.
- Atividade: Escreva o nome das figuras na receita, onde o nome dos ingredientes estarão no quadro para os alunos visualizarem e identifiquem o nome dos ingredintes. (anexo 6)
- Preparar receita com os alunos e depois degustá-lo.


*Sexta Aula:
- Passar filme: Ursinho Pooh. A Páscoa de Guru.
- Questionar oralmente com os alunos em relação o filme com a vida deles.


*Sétima Aula:
- Atividades: Os alunos, através de desenho, irão expressar como é a Páscoa na sua casa, depois cada aluno irá mostrar o desenho e contar o que desenhou para o grande grupo.


*Oitava aula:
- Teatro: O COELHINHO QUE NÃO GOSTAVA DE ESTUDAR (anexo 7)
- Ensaiar o texto em forma de teatro e depois apresentar para a Unidade Escolar, sendo que o texto, os alunos já conhecem, pois foi lindo no primeiro dia de aula.




9- Avaliação: Avaliação deve mensurar a apropriação intelectual que os alunos realizarão ao longo do desenvolvimento da sequência didática, reconhecendo assim, os interesses dos educandos, sendo uma avaliação diagnóstica.



10- Bibliografia


BOQUET, Graça. Letramento Divertido: 5 e 6 anos. 1ª Ed. Belo Horizonte: Editora FAPI, 2008.

CARPANEDA, Isabella. Porta Aberta: Letramento e Alfabetização Linguística. 1ª Ed. São Paulo: FTD, 2008.

PARAMETROS CURRICULARES NACIONAIS. Língua Portuguesa. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

___________ . Língua Portuguesa. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 2001.

WWW.espacoeducar-liza.blogspot.com/

www.netmovies.com.br/filmes/ursinho-pooh-a-pascoa-de-guru.html


ANEXO 1




ANEXO 2
Música: "De olhos vermelhos" do coelhinho da páscoa.

De olhos vermelhos;
De pêlos branquinhos;
De pulo bem leve;
Eu sou o coelhinho.

Sou muito assustado;
Porém sou guloso;
Por uma cenoura;
Já fico manhoso.

Eu pulo pra frente;
Eu pulo pra trás;
Dou mil cambalhotas;
Sou forte demais.

Comi uma cenoura;
Com casca e tudo.
Tão grande ela era...
Fiquei barrigudo!

Desenhe um coelho ao lado da música acima.


Circule na música acima as vogais:

a- azul e- vermelho i- amarelo o- verde u- marrom


ANEXO 3


Interpretação oralmente em relação a música: De olhos vermelhos

1-Como é o coelho (característica)?

2-Vocês acham que todo coelho é branco?

3-O que o coelho come?

4-Ele só come cenoura?

5-Como o coelho ficou depois que comeu cenoura?

6-Como era o coelho (sentimento)?

7-Por que ele ficou barrigudo?

8-O que é cambalhotas?

9-Como o coelho pula?

10-Por que o coelho é forte?





ANEXO 4


Máscara de coelho










ANEXO 5

Leia e copie o alfabeto; depois pinte as letras da palavra COELHO:

A B C D E F G H I J K L M N O
......................................................................

P Q R S T U V W X Y Z
......................................................................

Complete as letras que faltam na palavra COELHO:

C....E....HO
....O...L....O
CO........HO
C....EL........

Ligue o coelho na palavra correta:

COLHO COELO COELHO CELHO




ANEXO 6




ANEXO 7

TEXTO:

O COELHINHO QUE NÃO GOSTAVA DE ESTUDAR


Personagens: Coelhinho Juquinha, tia Coelha, João de Barro, coelhinha, carteiro e vários animaizinhos da floresta.
*Caracterizar as crianças; escolher um narrador.
Narrador – Era uma vez, num lugarzinho muito distante daqui e na época em que todos os animais falavam e iam as escolas, havia um coelhinho muito do teimoso. (pausa para o coelhinho dar uma corridinha) Na floresta, onde moravam todos os filhotes de animais só um ficava em casa, o coelhinho Juquinha.
Juquinha - Aprender a ler? Essa é boa. Para que? Eu não preciso disso, posso muito bem encontrar cenouras sem saber ler. Eu vou é me divertir, muito mais e posso até escolher onde, quando e como vou brincar.
Narrador – Todos os animaizinhos estavam indo a escola felizes e cantarolando... e passou o leão, a macaca, a coelhinha, o porco, a cabra, o cão...... até o lobo mau ia a escola.... e feliz da vida.
Animais cantando: (imitar os sete anões, os animais se colocam em fila enquanto cantam vão ao destino e erguem uma das pernas, depois outra e assim até acabar a música repetem duas vezes.
Eu vou, eu vou, para a escola agora eu vou, tanannantanananantananana eu vou, eu vou...
Coelhinha: Tem animaizinhos aqui na floresta e crianças que não gostam deestudar, que não gostam de ir para a escola. Não sei porque elas tem tanta preguiça! Xô preguiça, xô, xô, xô....
Narrador – E cantavam até uma música para espantar esta tal de preguiça.
Animais - (todos os animais cantam e fazem os gestos)
A danada da preguiça pode ser uma doencinha que pega nos adultos e também nas criancinhas, da uma moleza só querendo espreguiçar e só de falar nela da vontade de gritar: xô preguiça, vai te catar, xô preguiça, aquinão tem lugar... xô preguiça comigo não tem vez... xô preguiça vai pegar outro freguês... Tique tique tique tique tique taque xô preguiça eu precisoestudar . Tique tique tique tique tique taque xô preguiça eu precisoestudar.
Narrador - Todos os animaizinhos tinham ido à escola, Juquinha resolveu distrair-se e pensou:
Juquinha - Vou à casa da tia Coelha ouvir histórias. Eu adoro histórias.
Narrador - Juquinha chegou à casa da tia Coelha, bateu... bateu... Chamou... Chamou, ninguém respondeu. Tia Coelha tinha deixado um aviso na porta, mas Juquinha não sabia ler e pensou:
Juquinha - Com certeza tia Coelha foi fazer alguma visita. Vou embora.
Narrador - Aborrecido por não ter encontrado a tia em casa, e cansado de tanto andar, Juquinha com surpresa avista a tia.
Juquinha - Estou vindo de sua casa, tia Coelha. Que pena o senhor ter ido fazer visita justamente hoje.
Tia Coelha - Fazer visitas? Você não leu o aviso que coloquei na porta?
Narrador - Juquinha ficou muito desapontado e não respondeu. Tia Coelha se lembrou de que ele não sabia ler e explicou:
Tia Coelha – Olha Juquinha (aponta para o aviso que está na porta) Pois o aviso dizia: volto já, sente-se e espere um pouco.
Juquinha - Ah! Então é isso que os avisos dizem. Pois já sei, agora aprendi. Ninguém mais me engana, me passa a perna, me dá um nó. (fala e vai fazendo gestos)
Narrador - No dia seguinte Juquinha foi à casa do senhor João de Barro conversar um pouco. Seu João de Barro não estava. Mas, bem embaixo de sua casa, havia uma cadeira com um aviso.
Juquinha - Agora, já sei ler avisos. Senhor João de Barro volta já, vou sentar e esperar um pouco. Que horror! Ai, ai, nossa que horror. Sujei-me todo de tinta, por que não me avisaram?Por quê? (desapontado)
João-de-barro - Que é isto, Juquinha? Você não viu o aviso sobre a cadeira? Ah! Você não sabe ler, não é? Este papel na cadeira diz: Tinta fresca. Cuidado!
Juquinha - Como eu me enganei, mas agora eu não me engano mais. Já sei tudo sobre avisos. Estou expert...
Narrador – Juquinha foi embora.( pausa para Juquinha se distanciar atrás das árvores) De repente, abram alas minha gente, que do nada apareceu um carteiro desenfreado. E deixou alguma coisa para o coelho Juquinha. O que será?
Carteiro – (deixa a carta na caixa e diz) Só me faltava essa, entregar correspondência na casa de um coelho e de um coelho que não vai para a escola. Bom esse é o meu trabalho né. Até maiiiisss.
Narrador -. Quando Juquinha chegou em sua casa, viu a caixa do correio aberta. Dentro dela havia um papel.
Juquinha - - Já sei, não devo chegar perto da caixa, ela foi pintada de novo, aquele papel diz: tinta fresca. Vou passar bem longe. (sai de mansinho)
Narrador - No dia seguinte, Juquinha notou um movimento diferente. (pausa o coelhinho sai de sua casa e se esconde de arvore em arvore) Parecia que estava acontecendo alguma coisa fora do comum. Havia muitos animaizinhos passando na rua. Eles não tinham ido à escola, carregavam doces, balas, bombons e salgados. Juquinha resolveu ir ver aonde eles iam e começou a acompanhá-los às escondidas. Os animais estavam parando no meio da floresta. Debaixo de uma árvore, estendiam toalhas, colocavam os doces, salgados e bebidas.
Juquinha – Oba, um piquenique! (feliz, eufórico) Um piquenique! (bravo) Enão me convidaram! (Juquinha se agacha em um canto e começa a chorar)
Narrador - A coelhinha sua amiga viu Juquinha chorando e lhe perguntou:
Coelhinha – Juquinha, você esta chorando. Por que você chora, heim Juquinha! Não fique assim meu amiguinho...
Juquinha - Eu não fui convidado para o piquenique, ninguém se lembrou de mim. Ninguém gosta de mim, não tenho amigos.
Coelhinha - Lembraram sim, Juquinha. Eu vi o carteiro colocando o convite na caixa do correio de sua casa, ontem. Como assim, você não leu o convite.
Juquinha - Então aquilo era um convite? Pensei que fosse um aviso sobre tinta fresca.
Coelhinha - Oras Juquinha, que vergonha! Você precisa aprender a ler.
Coelhinho - Então eu fui convidado para o piquenique, que bom! Pensei que eles tinham se esquecido de mim, eu preciso aprender a ler, preciso aprender a ler. Amanhã mesmo eu vou começar. Serei o primeiro a chegar à escola.
Coelhinha – Combinado! Amanhã vamos todos para a escola, você vai ver como é bem legal e aprendemos um montão de coisas. Mas agora vamos nos divertir, vamos cantar, pular, brincar e encher a pança, porque coelho que é coelho é muito comilão.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você é o visitante nº